Politica | Altonia Pr - 05/03/2019 18:01
Prefeito de Altônia passa maus bocados por causa de comentários em grupo de internet
Por: Mauricio Biriba

Uma troca de mensagens através de aplicativo da internet se transformou em caso de polícia em Altônia (PR), esta semana. O prefeito, Claudenir Gervasone e o técnico em instalação de segurança e monitoramento, Odair Henrique Viscardi, de 29 anos, conhecido como “Torresmo”, discutiram via mensagens de áudio, que vazaram dando início a um grande bafafá. 

O prefeito, que chamou o cidadão de “desqualificado” no áudio, disse que perdeu a cabeça e se desculpa. As partes não se conhecem pessoalmente, toda a confusão foi virtual.

Gervasoni se defende e diz que sofre uma campanha difamatória. “Há uma campanha difamatória contra mim e minha administração. Acabamos com certas mamatas e regalias, o que desagradou a alguns. Para se vingar, postam mentiras em redes sociais. Peço desculpas a todos. Eu perdi a cabeça”, justifica o prefeito, que concedeu entrevista a OBemdito, na tarde do último sábado dia (2).

“Como Prefeito e Gestor público é claro que aceito sugestões e até críticas. Isso é normal ainda mais com a tecnologia das redes sociais. Porém o que não concordo é que, cidadãos que tiveram algum privilégio em gestões passadas e hoje não têm mais, estão promovendo esse tipo campanha de difamação conta a minha pessoa e a atual administração municipal”, destaca o prefeito.

Procurado pela reportagem de OBemdito, Viscardi afirma que não tem e nem nunca teve ligação com a prefeitura ou qualquer órgão público de Altônia.

“Ele diz que sou oposição, pois na campanha eleitoral apoiei outro candidato, mas não trabalho e nem nunca trabalhei para a Prefeitura. Trabalho como autônomo. Sou um cidadão, tenho direito de cobrar, pois pago meus impostos”, disse Viscardi.

Ofendido com o conteúdo do áudio, Viscardi disse que se sentiu ameaçado e prestou queixa na Polícia Civil de Altônia, onde foi lavrado um boletim de ocorrência. “Minha expectativa é que ele pague”, destacou o autônomo.

LENHA NA FOGUEIRA

Este é o primeiro mandato de Gervasone a frente da administração municipal de Altônia, mas não é primeira vez que o prefeito se envolve em polêmicas. No final de 2017 uma radialista prestou queixa na polícia e também lavrou um boletim de ocorrência contra o prefeito, após uma discussão na Câmara Municipal.

Em nota publicada neste sábado (2), em redes sociais, a radialista Adriana Jung comenta o caso dos áudios em voga e critica o prefeito que, segundo ela “ataca munícipes que não ‘elogiam’ sua maneira de administrar”. O prefeito teria chamado a profissional de imprensa de “lixo”, logo após a Sessão Legislativa do dia 21/12/2017.

“Fizemos mudanças que incomodaram. No caso da radialista, ela ataca nossa administração frequentemente, pois encerramos um contrato que havia entre a Prefeitura e a rádio onde ela atua. Consideramos desnecessário”, justifica o Gervasone.

O prefeito alega que muito já foi feito pela cidade e que é típico da oposição criticar. “Pagamos dividas de administrações anteriores, estamos pagando a folha de pagamento em dia, conseguimos recursos na ordem de R$ 20 milhões em apenas 24 meses de administração. Com o apoio dos nossos deputados estaduais e federais e agora do governador Ratinho Junior, temos muitas obras em andamento ou prestes a serem realizadas”, disse.

Fonte: O Bendito

Compartilhe:



Comentários:

Colunistas

Mauricio Biriba

Geral

Carlos Rodrigues

Esportes

Dr Fabio Dias

Saúde

Andressa Pereira

Policial

Dr. Antonio salles junior

Direito do Cidadão



Desenvolvido por: ultranet Informática - 2018